Reuni de 155 contatos pessoais do Facebook e WhatsApp, suas respostas sobre a seguinte pergunta que lhes fiz individualmente:

“Você saberia me dizer qual seu maior medo?”

Alguns responderam de imediato, outros simplesmente não sabiam o que dizer e julgavam a pergunta como profunda.

De toda forma, achei as respostas interessantes. Muitas delas são semelhantes, outras divergem totalmente do senso comum. Contudo, me dei o trabalho de analisar as respostas de modo a realizar a separação dos medos que envolviam diretamente o tema MORTE e os medos focados EM VIDA. Eis o resultado em percentual:

grafico_medos

Apesar dos medos explicitamente relacionados com a morte terem sido frequentemente relatados, mais da metade dos medos ditos foram medos em vida, como mostrado no gráfico acima.

Dentre os medos em vida, pude perceber que houve uma razoável frequência de medos relativos a três tópicos: SOLIDÃO (geralmente relatados como medo de ser sozinho na vida ou ter de deixar alguém), DOENÇA / DEPENDÊNCIA (usualmente descrito como medo de depender de alguém, em amplo sentido) e REALIZAÇÕES (por exemplo, fracasso profissional, chegar ao fim da vida sem ter feito o que realmente gostaria, entre outros). Partindo da suposição de que os medos em vida se restringissem a esses três tópicos, apenas, a ocupação deles nesta categoria de medo seria:

grafico_medos_em_vida
Nos medos relativos a morte, separei dois grupos: Medos relativos à própria morte e medos relativos à morte alheia.

grafico_morte

Confira, logo abaixo, algumas das respostas dos internautas:
(OBS: realizei leves correções ortográficas, mas preservei ao máximo o sentido original das frases.)

  • Sempre é outro lado da moeda chamado desejo… Mas aí eu tenho que pensar. Acho que um medo comum a todos é o da morte. Tenho muito medo da morte, e vontade de vida!
    Quanto mais eu penso a respeito do desenvolvimento cultural e científico, mais eu tenho certeza que foi o medo da morte que nos impulsionou a estarmos neste momento histórico. Pensa bem… Por que criar armas para caça? Por que a agricultura? Por que a família? E dentre tantos questionamentos, tudo guia para uma única resposta. Talvez os medos contemporâneos se distinguam… mas acredito que são matizes.

  • Eu tenho medo que alguma catástrofe foda com a minha vida (tipo, minha mulher morrer de repente, eu ou ela termos alguma doença foda, coisas assim, inevitáveis e avassaladoras). Mas sinceramente, esse medo não me consome… Nenhum medo atualmente me consome.


  • Eu fui mudando… quando eu era mais nova, era de ficar sozinha… Hoje em dia não é mais. Às vezes eu até penso.


  • Tenho alguns grandes medos. Mas o maior deles é ser impotente diante do sofrimento de alguém que amo. Não suporto o ideia de ver alguém que amo sofrer. E não poder fazer nada é assustador. Também tenho medo de fantasma. Medo de ficar só… Enfim…


  • De concreto, meu maior medo nessa vida é de sangue. Passo mal, desmaio etc. E de mais abstrato, eu tenho medo de duas coisas: traição e morte.


  • Dando uma explanada geral, o pensamento budista diz que o homem é preso ao passado … tendo medos… e preso ao futuro desenvolvendo ansiedades. Hoje eu sou mais preso ao futuro. Então acho que é um pouco de medo, mais com uma dose maior de ansiedade, de simplesmente não saber se eu “darei certo” no sentido de independência financeira.


  • Acho que é mais de perder as pessoas que eu gosto mesmo.


  • Medo de não ter medo


  • Morrer sofrendo


  • De não me curar da depressão. Tenho outros também, como de perder essa causa (da justiça) e a esperança.


  • Acho que solidão na velhice.


  • Morte. No meu caso, não apenas a minha própria, mas a dos outros também.


  • Não sei dizer.


  • Medo da solidão na velhice


  • Não sei.


  • Perder meu filho.


  • Morrer, mas não por morrer. Mas pelo sofrimento dos amigos e família.


  • Aranha e não ser mãe.


  • Meu maior medo é o da morte. Especialmente da minha mãe e irmão.


  • No momento acho que é medo de morrer.


  • Engordar demais. (risos)


  • Eu sei, mas é um medo grande demais. Nunca falo isso pra pessoas que não conheço bem, mas eu tenho bastante medo do futuro. Me dá medo de não realizar algumas coisas, mas estou melhorando isso.


  • Solidão.


  • Tenho vários medos: medo de ser frustrado na carreira artística; medo de estar só;  medo de perder os empregos. (risos) Mas acho que meu maior medo é o de tentar  e não conseguir


  • Por mais que eu goste de liberdade, meu maior medo é de ficar sozinho. Já fiz essa pergunta também. Todo mundo que eu perguntava, dizia que tinha medo da solidão. Alguns tinham medo em relação a um parceiro. Eu sou em relação a tudo! Não ter ninguém pra contar, ninguém pra me dar atenção, ser sozinho! Eu tenho medo disso.


  • Perder minha mãe. A partir disso, medo é um mero detalhe.


  • Não ser bem sucedido.


  • Ficar sozinha. Sem familia e amigos. Ninguém com quem eu possa me sentir amada, segura e querida.


  • Tenho medo de um dia não sentir mais nada. Ficar insensível, perder a empatia pelas pessoas, de não conseguir ter/manter/criar laços afetivos,  porque, no fundo, tenho medo de ser só.


  • Meu maior medo é desagradar a Deus em atos falhos ( medo do pecado ). Assim eu busco estar firme na direção com Ele! Essa é minha resposta.


  • Perder a confiança nas pessoas.


  • Perder meu pai.


  • Minha esposa virar baranga gorda após ter o bebê. (risos)


  • Me perder no meio da vida e virar uma pessoa infeliz.


  • Não conseguir alcançar meus objetivos pessoais dentro do tempo estipulado.


  • Na verdade são medos. Eles ficam se revezando para definir o mais temido. Atualmente é o de ainda não ter alcançado um objetivo especifico na vida.


  • Ficar só! Mas vejamos… Eu demoro muito pra me entregar a alguém… Mas quando eu gosto de alguém, eu me entrego de verdade. E quando eu digo isso, eu falo de amigos e tal… e eu guardo-os bem direitinho… meu medo inicial seria perder minha familia… ficar sem meu porto seguro.. e acabando isso, teria meus amigos, mas, no fim das contas, é tudo medo de ficar só… de nao ter ninguém por mim.


  • Mas, é ver as pessoas que eu amo morrerem


  • Acho q tenho medo de dormir só. Além disso… medo de altura e de escuro. Acho que só.


  • Acho que é ficar só. Assim, morrer só, ser só.


  • Perder a minha mãe.


  • Acredito que seja, não ter tempo suficiente para me realizar, tanto profissionalmente, quanto pessoalmente.


  • Desapontar meus pais e os mais chegados, mas principalmente meus pais. Também de perder eles precocemente.


  • Fazer as pessoas que amo infelizes. Essa é minha resposta rápida. Deixa eu pensar se é o maior medo… me preocupo muito com o próximo. Desejo a felicidade deles às vezes acima da minha. Tenho medo de que sejam infelizes. Definitivamente é o meu maior medo.


  • Bem, vejamos… O meu maior medo é presenciar os males da sociedade se agravarem cada vez mais, a ponto de nós termos de viver isolados.


  • De não poder estar perto das pessoas que amo.


  • Ser uma profissional frustrada


  • De perder um parente querido.


  • Não conseguir a independência que eu espero e luto para ter.


  • Eu responderia “perder minha mãe”, mas já perdi. Agora não sei mais.


  • Eu não sei. Medo é ignorância, porém tenho medo de não realizar meus sonhos. Medo de parar e deixar o mundo ir.


  • Perder quem eu amo.


  • Não viver.


  • Viver e morrer só.


  • Gafanhoto e derivados.


  • Dentista.


  • O fracasso.


  • Perder os pais.


  • Não conseguir suprir as necessidades de minhas filhas… não só materialmente, mas principalmente sentimentalmente, já que fico muito ausente por causa da faculdade e profissão.


  • Com certeza o que mais me assusta é imaginar  perder um dos meus irmãos.


  • Se for pra dizer agora, me veio perder o emprego e não poder sustentar minha família. Não poder manter minha familia no caso de ficar desempregado.


  • Perder minha família.


  • Meu maior medo é viver sozinha pro resto da vida.


  • Já sei… São dois: o principal é me tornar totalmente dependente dos outros em todos os aspectos. Por exemplo, ficar tetraplégica ou ter a sindrome locked in permanecendo consciente. O outro é perder todos os meus entes queridos e próximos em quem confio, e ficar só. Totalmente só nesse mundo.


  • De pronto, digo velocidade. Só de pensar em algo que seja muito rápido já fico meio tenso. Brinquedos de parque, automóvel etc.


  • Perder a liberdade.


  • Oxe, medo? Nunca pensei nisso. Mas acho que é de altura. Não me sinto bem em lugares altos.


  • Que minha noiva morra.


  • Meu maior medo seria perder a esperança e fé em Deus e na vida. Uma depressão. Porque quando não acreditamos em um ser superior, e em nós mesmos, estamos praticamente mortos em vida!


  • O inferno.


  • Nunca ter filho.


  • Maior medo? Hmmmm… Nunca pensei nisso… Mas acho que seria depender de alguém. Seja emocionalmente ou materialmente.


  • Tenho medo de pegar uma doença e ficar inválido. Não diria nem da morte, mas da vida sem sentido. Ou acidente.


  • Acho que seria a solidão.


  • Acho que seria fracassar na minha vida profissional.


  • Talvez de violência externa e inesperada.


  • É de perder meus pais. Apesar de saber que a ordem natural é esta.


  • Rapaz, eu tenho medo de tanta coisa, de coisas minúsculas como lagartixa, e também de coisas extremas, como escuro! Mas meu maior medo é de ser violentada. A lagartixa é um medo que eu só tenho quando eu vejo, o escuro dá medo, porque na verdade eu não vejo nada. Agora o medo de ser violentada, não é um medo que precisa-se ver, ouvir ou sentir para ter medo, é um medo que esta por toda parte!


  • Eita… Difícil, essa. Mas acho que tem a ver com falta de liberdade. Tenho o espírito muito solto. Livre. Não queria perder isso nunca.


  • Meu maior medo é de um dia poder ter algum tipo de medo.


  • Por incrível que pareça, eu fiz uns destes testes da internet sobre isso . Disse que eu tinha medo de intimidade.


  • Pergunta profunda essa. Mas tenho muito medo de escorpião.


  • Nesse momento, acredito que seja sobre o meu futuro profissional. Medo de não realizar meus objetivos. Tenho medo de não conseguir ter uma família bem estruturada no futuro, medo de ser infeliz em decorrência de minhas escolhas. Insegurança quanto a relacionamentos pessoais e outros.


  • De não conseguir ser bem sucedida.


  • Altura.


  • Sim. Meu medo é a solidão.


  • Morte das pessoas que eu amo. Ainda não aceito a morte.


  • Medo de alcançar meu objetivo e descobrir q não era isso q eu queria.


  • Meu medo é ter medo.


  • Não tenho medo de muita coisa. Fracasso. Solidão. Sei lá.


  • Acho que é vida insuficiente. Tipo decepção.


  • Eu tenho um trauma: medo de Sapo Cururu. É uma longa história.


  • Morte. Sem pensar 2 vezes.


  • Que minha filha morra antes de mim.


  • Acho q medo de não realizar meus sonhos profissionais. De não alcançar o sucesso. Só.


  • Aranhas, acho. Insetos de uma forma geral.


  • Acho que meu maior medo é ter que ficar longe das pessoas que eu amo.


  • Meu maior medo é levar uma facada na cabeça. Atrás da nuca.


  • Viver sem significado.


  • Não sei. Acho que sou bem medroso. Penso demais nas coisas. Tenho medo que aconteça algo com minha mãe, medo de ter problema de saúde, da dor, de ficar impotente, sem autonomia, dependendo totalmente dos outros pra tudo.


  • Acho que meu maior medo é de ter entrar em algum tipo de crise financeira. Como dever muito dinheiro a alguém e não ter como pagar, por exemplo.


  • Perder ou deixar meus filhos.


  • Talvez a ocorrência de problemas graves de saúde comigo ou pessoas queridas.


  • Eu tenho medo de altura.


  • Se limitar e deixar de fazer o que trabalho.


  • De Morrer e deixar meu filho sem mãe.


  • Medo de não rir das coisas.


  • Perder as pessoas que amo.


  • Tenho dois, na verdade. Um é de perder meus amigos. Não me imagino sem eles. E o outro é o da morte. Mas não da morte em si, mas sim do que vem depois dela. Essa incerteza, dúvida. Não consigo nem me imaginar mais velho. (risos)


  • Atualmente, ficar desempregrada. Esse é meu maior medo. Nao por falta de capacidade, mas pela crise. Pela falta de oportunidades.


  • Acho que perder as pessoas que amo, como pai, mãe, irmão…


  • Medo de não ser a profissional que eu gostaria de ser.


  • Ficar sozinha.


  • Acho que de perder alguém próximo.


  • Meu maior medo é “impotência produtiva”, não conseguir fazer o que sei, depender dos outros. Esse tipo de anomalia.


  • Meu maior medo, de fobia mesmo que tenho, é de sangue! (risos) Eu desmaio. Então eu sempre tenho medo de me cortar ou me deparar com coisas ensanguentadas (risos). Agora, medo de vida… assim… com relação às minhas expectativas e sentimentos, tenho medo de perder as pessoas que amo muito!


  • Maior medo… Perder meu filho.


  • Medo de mim. Medo das coisas que posso ser capaz de me causar. Acho que é isso.Outra alternativa, o medo de perder as pessoas que amo… e medo de barata. (risos) E de perder meus pais.


  • Rapaz… acho q é perder meus pais. Não consigo pensar em outra coisa além disso. Muito medo.


  • O maior medo é de quando chegar a hora de partir deste mundo, não ter realizado muitos dos meus sonhos.


  • Acho que acontecer algo de ruim pra minha família…


  • De morrer.


  • Meu maior medo, com certeza, é perder minha mãe.


  • Extraterrestres.


  • Medo de viver frustrado com A VIDA.


  • Perder as pessoas que amo. Não tenho um medo como medo de escuro… bicho… altura…


  • Meu maior medo sem sombra de dúvidas é ficar longe da presença de Deus


  • Da solidão.


  • Meu maior medo é perder meu pai e minha mãe… sendo a irmã mais velha.. assumir a frente com as crianças. Mas sei q um dia isso vai acontecer.


  • Essa é uma pergunta bem especial, pois a gente tende a guardar os medos num lugar bem seguro. Meu maior medo é desprezar os sonhos que Deus tem para minha vida. Não sei se é claro para você, mas eu entendo que todos são chamados para alguma coisa e eu sei para o que fui chamada, tenho medo de tomar decisões que me afastem do que Ele quer.

E você? Saberias me dizer qual seu maior medo?

Anúncios